Por Mayara Nicolau para as Blogueiras Negras

Depois de participar de infinitas conversas, debates, quase brigas acerca desse tema, cheguei a algumas conclusões. Afinal, por menos que eu concorde, a opinião dos outros não deve ser totalmente ignorada. E foi pensando nessas opiniões que surgiu esse texto.

Sabe por quê eu posso usar uma camisa 100% negrx e você não pode usar uma camisa 100% branco? Porque essa afirmação não é sobre você! Você que tanto se orgulha de ser 100% branco não precisa se assumir assim diante da sociedade, pois ela é 100% branca e hétero. Quando EU uso o 100%, eu estou dando a cara pra sua sociedade me bater, e quando eu digo bater não é no sentido figurado não. Já ouvimos incontáveis casos de negrxs que apanham e sofrem outros tipos de violência na rua simplesmente por estarem ali sendo negros e pobres e mendigos.

O 100% negro não deveria te incomodar em nada, já que no seu modo de ver, no mundo não existe esse tipo de preconceito. Negrxs e brancxs são tratados exatamente da mesma maneira, em todos os lugares e por todas as pessoas. Então, já que é assim, por que motivo você usaria uma camisa 100% branco? Não somos todos iguais? O que você deseja afirmar com isso? Porque eu desejo afirmar que sou 100% negra e não vou mais alisar meu cabelo, não vou mais nem fazer escova só para ocasiões especiais (pq, né… cabelo pra festa chique tem que ser liso, só que não!). Eu estou dizendo que sou 100% negra porque não vou mais tentar mil e um truques para afinar meu nariz com maquiagem e nem vou deixar de usar batom vermelho por achar que meus lábios são grossos demais pra isso. Eu não vou mais ter medo de entrar em lojas chiques e ser avaliada pelxs vendedorxs.

Caso algum deles resolva enlouquecer e me pedir, por acaso, pra abrir a bolsa e revistar minhas coisas (sim, isso aconteceu em SP esse mês com duas mulheres negras que passaram por esse constrangimento sem terem roubado NADA), eu vou gritar até a polícia chegar. Se eu ouvir qualquer tipo de piada, brincadeira ou comentário que eu julgar maldoso eu vou gritar novamente. Por que isso não é normal, não é brincadeira, não é exagero da minha parte. Quem exagera é você que quer usar uma camisa 100% branco enquanto está ai vivendo sua vida sem que ninguém nunca tenha achado seu olho azul feio, comparado seu cabelo liso a Bombril, olhado seus finos traços europeus e julgado como feio simplesmente por ser assim e não ser semelhante ao padrão, sem nem saber o que está achando feio…

100negro

O seu argumento de que 100% negro é racismo ao contrário mostra sua falta de empatia com os outros e confirma sua posição de privilégio ou superioridade, já que deve ser bem mais difícil reconhecer um preconceito e diferenciá-lo de uma brincadeira de mau gosto quando você nunca sofreu isso.  Do alto da sua brancura, você não consegue ver quem está embaixo, tentando e fazendo muita força pra subir. Desse lugar que vc está deve ser muito difícil se questionar por que temos tão poucos representantes políticos negrxs, atores negrxs nas novelas e filmes brasileiros, nas propagandas de margarina etc… . Quando vc já nasceu no alto, é fácil ser contra as cotas, contra o direito das empregadas, contra o casamento homossexual, contra a lei Maria da Penha (pq, né… cadê a lei que protege o homem?). Sabe pq é fácil? Porque aí do alto é tudo mais fácil… entrar na faculdade, conseguir emprego (sem ter que alisar o cabelo), ser representado politicamente e artisticamente (sem ter gente fazendo black face em passarelas).

A única coisa que me parece difícil nessa posição é reconhecer que só vc está aí, todo o resto: mulheres, gordos, negrxs, homo e transexuais etc.. estão tendo que gastar tempo e energia; não pq eles querem privilégios, eles só querem chegar e PARAR aí do seu lado! Eles querem coisas tipo: poder casar com quem eu bem entendo, nada demais né? Vc sempre pode casar com a mulher que vc bem entendesse, ela só seria branca e submissa (machista) pq esse é, supostamente, o seu gosto, não seria pq vc tem um enorme preconceito racial que toma conta do seu modo de ver o mundo.

Enfim, é por isso que eu posso usar uma camisa 100% negrx sem ser mal interpretada e sem nenhum peso de estar fazendo apologia ao racismo. Eu não estou me dirigindo à vc, eu só estou afirmando posições que eu demorei anos e anos pra assumir. Eu só estou celebrando os negros e negras que com muita batalha chegaram lá perto de onde vc, 100% branco, já nasceu. Entendeu? É só por isso e por mais um monte de coisas que eu devo ter esquecido de mencionar que eu e os negros e negras do Brasil, não só podemos, como devemos e precisamos usar essa camisa, esse cabelo, essa religião e tudo isso que marca nossa origem. Eu preciso ter orgulho ser negrx, pois orgulho é o oposto de vergonha… coisa que vc, provavelmente, nunca sentiu pelo simples fato de ter nascido com essa pele aí, 100% branca.

Agora como exercício final: tenta imaginar alguma situação na qual vc sentiria vergonha ou seria constrangido somente por vc ser branco, sem levar mais nada em conta, só a cor da pele…

  • Gabriela Vieira

    Bom dia.

    Uma amiga me indicou seu blog, quando levantei esta questão sobre as camisetas…achei seu texto muito bom, sou branca e sempre achei que era sim um tipo de racismo quando os negros usavam as camisetas 100% negros, mas lendo seu texto, fiquei impressionada, parabéns, realmente nunca tinha pensado por este prisma……..Mayara parabéns novamente. Ficamos na esperança que um dia o racismo deixe de existir em toda a sua essência.

  • Estava aqui lendo sobre racismo pra ter dados prum texto que estou escrevendo pro meu blog e eis que me deparo com este texto, desta linda menina 100% negra que eu conheço pessoalmente! Orgulho de você, Mayara! Adorei o texto, adorei saber que você escreve aqui. Um beijo grande.

  • Vaal

    Simplesmente falou tudo!!!

  • Nathalie

    Este tema me faz lembrar da frase: O privilégio é invisível. Ou seria melhor dizer que o privilégio cega?
    No sentido de que privilégio é poder achar que privilégio não existe…

    Ótimo texto.

  • A-M-E-I ♥ Que texto bem escrito e de alta relevância… já salvei nos meus favoritos… 🙂

    • Mayara

      Obrigado! 🙂

  • Márcia Morais

    Caramba! seu texto é muito bom! vou espalhar por aí! 😉

  • fabio nogueira

    Em tempos de afirmação e reconhecimento da participação política e social do negro no Brasil,essa camisa é bem aceita. Claro que vão associar como racismos as avessas e desde já ,qualquer passo que for dado para contar a história do povo negro e sua luta para conquistar espaço na sociedade será considerado racismo.

    Sou negro,agente social da minha história. Caso você é bem vindo para construção de uma sociedade melhor,caso se identifique com a causa,se não…….as portas estão abertas para sair.

  • Flavio Moreira

    Obrigado, Mayara, por consolidar num só lugar todos os argumentos que eu posso usar quando ouvir o mimimi dos meus amigos brancos que usam esse argumento falacioso de que “usar camiseta 100% negro é racismo ao contrário”. Eu já me cansei de explicar isso para as pessoas, mas é incrível como algumas delas fazem questão de se manter na ignorância. Um abraço!

  • Felipe Mendes

    Acho que, quem diz os brancos não se “afirmam” , que não celebram a própria cor, as suas morfologias, não percebeu que toda a sociedade ocidental é construída em cima do eurocentrismo.As pessoas brancas se afirmam, sim!Só que isso não parece perceptível, porque essa “afirmação” é o alicerce da sociedade.Ser branco é a normalidade.As outras morfologias é que são vistas como a variação.Quando criticam a minha morfologia, quando, por exemplo, dizem que meu cabelo “grande” (ou seja, não raspado) é” um exagero”, “que não preciso fazer isso”, “andar c/ uma coisa dessas, só pra dizer que se orgulha de ser negro, mas, c/ isso, fica querendo ser diferente, mas vocês não queriam igualdade?”, estão dizendo que existe uma normalidade, um jeito certo de ser, ou seja, o eurocentrismo.