NKENDA que em Kimbundu, significa amor, foi o grande Axé na avenida com a participação das mulheres do Rio de Janeiro, na Ala da Marcha das Mulheres Negras 2015!

A Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, através do seu enredo “Axé NKenda”, de Cahê Rodrigues,  trouxe para a Avenida Marquês de Sapucaí, diversas lutas contra o racismo e pela igualdade , homenageando o grande líder Nelson Mandela e outras lideranças do Movimento Negro Brasileiro, representando a continuidade do legado de Mandela. Jurema Werneck e Lucia Xavier, militantes históricas e dirigentes da ONG CRIOLA, também foram convidadas a nos representar e, a princípio, seriam destaques de um carro alegórico com toda pompa e circunstância que elas merecem. No entanto, sem declinar do honroso convite, sensibilizaram o Diretor de Carnaval da Escola, Wagner Tavares; o Presidente Luizinho Drumond e o Carnavalesco Cahê Rodrigues a criar uma ala com Mulheres Negras, representando um movimento nacional contra o racismo, a violência e pelo bem viver: A MARCHA DAS MULHERES NEGRAS 2015!

marcha de costas

A participação da Ala da MARCHA DAS MULHERES NEGRAS 2015 ganhou visibilidade internacional, sendo destaque em noticiários da grande imprensa, que não puderam esconder os sorrisos, a força, a energia ancestral presentes naqueles corpos femininos e negros que arrancaram aplausos na avenida, empunhando a faixa que revela o nosso compromisso marcado para o dia 18 de novembro de 2015, em Brasília. “Sim, marcharemos para exigir o fim do racismo institucional, estrutural e patriarcal deste país, pela equidade de gênero e de raça, para alardear a dor da perda de nossos filhos assassinados por balas certeiras da polícia e narcotráfico… sim, marcharemos pelo direito à moradia digna, pelo direito à preservação de nossa memória, para reivindicarmos o livre culto das religiões de matriz africana, pelo fim do sexismo e racismo contidos nas programações dos veículos de comunicação … sim, marcharemos! Todas nós, Mulheres Negras do Brasil, da América latina, Caribe, Estados Unidos, de diferentes países da diáspora Africana, todas CONTRA O RACISMO, A VIOLÊNCIA E PELO BEM VIVER!”

E na folia, sem perder o foco, não faltou brilho e beleza: desde os lindos turbantes confeccionados pela Arte Griôt, passando pela camisa com identidade visual nacional da Marcha. Éramos todas iguais e diferentes em seus detalhes! E teve muito “Axé NKenda” nos dois dias de desfile. Vale ressaltar o entusiasmo revelado nos aplausos que recebemos da Passarela do Samba, quer seja da arquibancada ou das frisas e camarotes repletos de turistas de pele muito alva ou de olhinhos puxados!

A Escola de samba Imperatriz Leopoldinense, a quem agradecemos a acolhida , o carinho e a oportunidade, também trouxe para avenida o nosso Caó – Carlos Alberto de Oliveira, Sandra Almada, Elisa Larkin Nascimento/IPEAFRO; Ivanir dos Santos e Jorge Damião, do CEAP; Elisa Lucinda , Lílian Valeska, uma homenagem a Ruth de Souza e Haroldo Costa e a estonteante Rainha de Bateria, Cris Vianna, Adriana Lessa, Glória Maria, Antônio Pitanga, Isabel Filardis, Vinicius Romão… Todos descendentes de Zumbi e Dandara,  de Mandela e de Lélia Gonzalez!

Participaram da Ala da MARCHA DAS MULHERES NEGRAS 2015, do carnaval da Imperatriz Leopoldinense: Ignez Teixeira, Jurema Werneck, Lúcia Xavier, Clátia Vieira, Dolores Lima, Rosália Lemos, Adriana Baptista, Avanir Carvalho, Naira Fernandes, Nilza Iraci, Regina Adami , Luciene Lacerda, Rosilene Torquato, Claudia Vittalino, Bia Onça, Maria Alice,Joselina da Silva, Sônia Beatriz, Dona Zica, Andrea Baptista, Ana Clara, Mira Floriano, Josina Cunha, Lenilda Campos, Ruth Pinheiro, Marcelle Esteves, Evelin Dias, Bia Leonel, Déborah Medeiros, Luciane Rocha, Andreia Lima, Tânia Mara, Regina Célia Oliveira, Aparecida Vicente dos Santos, Eliene Xavier .

A folia acabou, mas a luta continua! Diferente das edições anteriores, nosso próximo encontro de mobilização para a Marcha Nacional de Mulheres Negras 2015 será no dia 6 de março, das 14h às 19h, na Gare da Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Participe você também!

Maiores Informações: Marcha das Mulheres Negras

Imagem destacada: Site Movimento & Mídia