Pérola negra de sangue ardente
O samba de roda
É raiz da gente
A  visão africana
É a força vital
É a mistura baiana e artesanal
O toque do agogô
É um símbolo, é um mito
É o povo nagô,  na  força do grito
O candomblé, crescimento espiritual
É a força do orixá
São os deuses supremos
Iansã, Ogum e Oxalá
Eparrei!! Santa Bárbara
Iansã, minha mãe
Deusa da sensualidade,
Dos ventos e tempestades
Ogunhê!  Santo Antônio
Ogum, meu pai
Deus do ferro, da astúcia
E da sabedoria
É mãe Hilda,  é   Vovô  do  Ilê
Pessoas de respeito e devoção
Dois   guerreiros
Que   com  força  e dedicação
Defendem  a  negritude
Desta grande nação!

 

Imagem destacada: Portal bahia.com.br